Volte ao SPIN

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Clarice Lispector

"Escrevo porque encontro nisso um prazer que não consigo traduzir. Não sou pretensiosa. Escrevo para mim, para que eu sinta a minha alma falando e cantando, às vezes chorando"...

"Eu escrevo sem esperança de que o que eu escrevo altere qualquer coisa. Não altera em nada... Porque no fundo a gente não está querendo alterar as coisas. A gente está querendo desabrochar de um modo ou de outro..."



Continue lendo link http://frasesreunidas.blogspot.com/2006/10/em-breve.html

Nenhum comentário: