Volte ao SPIN

SPIN01 SPIN02 SPIN03 SPIN04 SPIN05 SPIN06 SPIN07
SPIN08 SPIN09 SPIN10 SPIN11 SPIN12 SPIN13 SPIN14
SPIN15 SPIN16 SPIN17 SPIN18 SPIN19 SPIN20 SPIN21
SPIN22 SPIN23 SPIN24 SPIN25 SPIN26 SPIN27 SPIN28
SPIN29 SPIN30 SPIN31 SPIN32 SPIN33 SPIN34 SPIN35
SPIN36 SPIN37 SPIN38 SPIN39 SPIN40 SPIN41 SPIN42
SPIN43 SPIN44 SPIN45 SPIN46 SPIN47 SPIN48 SPIN49
SPIN50 SPIN51 SPIN52 SPIN53 SPIN54 SPIN55 SPIN56
SPIN57 SPIN58 SPIN59 SPIN60 SPIN61 SPIN62 SPIN63

SPIN64 SPIN65 SPIN66 SPIN67 SPIN68 SPIN69 SPIN70
SPIN71 SPIN72 SPIN73 SPIN74

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Realidade expandida: inserindo informações digitais no mundo real

Por Guilherme Felitti, repórter do IDG Now!

Teoricamente, passeios por cidades ainda aconteceriam sem grandes problemas se você não tivesse um celular com a plataforma ou preferisse não receber o podcast argentino, mas o passeio de torna mais rico para o turista com a introdução de informações por meio de um canal telecomunicacional - o celular, no caso.

Basicamente, a realidade expandida mistura informações fornecidas por um equipamento comunicacional, seja ele seu telefone ou seu notebook, a uma paisagem real, criando um ambiente híbrido muito mais rico para o usuário.

Cronologicamente, a realidade expandida se situa entre o mundo real, onde não há introdução de dados, e dos mundos virtuais, que apelam para ambientes totalmente criados por computador que contam com camadas de dados introduzidas em um background também virtual.

Atualmente, a rede social Second Life, da Linden Labs, é o melhor exemplo de aplicação prática dos mundos virtuais - você cria um avatar que lhe representará virtualmente em um ambiente tridimensional imersivo, conhecido academicamente como metaverso, moldado para emular o mundo real.


Leia mais

Fonte: http://idgnow.uol.com.br/10anos/2007/10/31/idgnoticia.2007-10-31.1721951100/paginador/pagina_2

Nenhum comentário: